terça-feira, 15 de março de 2011

Será que sou só eu?

Dia desses falei sobre a levianidade de um comentarista da Radio Cidade - 94FM, sobre uma informação criminosa quanto às leis de trânsito. E como minha rotina é praticamente a mesma durante toda a semana - deixar crianças no colégio e vir trabalhar - no horário que estou no trânsito, a rádio cidade é a ÚNICA que está passando jornal, e eu gosto de ouvir notícias enquanto enfrento o trânsito - ainda não tão caótico - de Natal. Então, hoje ouço o mister levianidade emitir mais uma das suas pérolas de irresponsabilidade e preconceito, que me parecem, são traços bem marcantes de sua personalidade.

Dizia o sujeito (me recuso a chamar de jornalista) que a reportagem sobre o turismo sexual de natal, veiculado pelo Fantástico da rede globo neste ultimo domingo, era uma irresponsabilidade da rede globo, pois esta era uma profissão que existia desde a criação do mundo, desde adão e eva, pois estes saiam com seus filhos e filhas e estes com irmãos e irmãs, sendo institucionalizada a prostituição desde então. Dizia o energúmeno que no rio de janeiro, sede da rede globo, existe mais prostituição do que aqui em natal, e que a rede globo não deveria mostrar nossas mazelas.

Gente, se o rio tem, é problema do Rio, o nosso problema é que aqui existe sim, turismo sexual, e temos que fazer alguma coisa! Acho que aqui é uma das unicas capítais que os restaurantes de bem têm que colocar "Aqui não tem turismo sexual" no seu cardápio!! Uma criatura dessas, formadora de opinião, abrir a boca e falar tamanhas barbaridades, e ter um programa do rádio dele é absurdo!!!

Eu desliguei o rádio. E nunca mais ouço a Radio Cidade - 94FM. Eu faço a minha parte. Pode ser uma gota no oceano, mas é uma gota.

4 comentários:

Leonardo disse...

Você está certíssima, Denise. Eu discordei de Manoel Veras exatamente sobre o que ele postou no twitter.

Manoel Veras: "Mais uma vez a Globo faz reportagem para esculhambar com o nosso turismo. Não precisa vir aqui para achar prostituição !"

Eu: "Discordo, @manoelveras ! É necessário mostrar os erros para q Estado, prefeitura e organizações mostrem capacidade de fazer turismo!"

Tem que combater, mostrar o que está acontecendo para ajudar or órgãos competentes, apesar de saber que muitas vezes eles sabem do problema.

Abraço e é isso aí... :D

Cliff Oliveira disse...

É inegável que o probema existe. Não se pode considera-lo normal.

Anônimo disse...

Denise, infelizmente nossos ouvidos e intelecto são bombardeados, por besta feras como está da rádio cidade. Se na casa "dele" a genitora do mesmo, colocava as irmãs para "trabalhar" e trazer dinheiro para pagar a "faculdade" de jornalismo era uma coisa normal. Ele, "a besta" não pode querer que a prostituição seja oficializada por causa disto. É vergonhoso SIM! eu que sou homem não posso andar só por ponta negra, a praia, sem ter que ouvir: tá afim de um programa aí? Como se fosse algo semelhante a pipoca. É na luz do dia , ou a noite isso não faz diferença. Acho que a reportagem podia ter pegado mais pesado. Marcos

Nany disse...

Olá Denise!

Tenho apreciado seu desabafo, concordando plenamente com sua opinião e atitude. Abraço